NOSSAS REDES

CIDADES

Fotos: TJAC promove Projeto Cidadão e Casamento Coletivo em Epitaciolândia

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Mais de mil pessoas foram atendidas durante a atividade que ocorreu na Escola Municipal Presidente Castelo Branco.

O Projeto Cidadão continua realizando sonhos da população de baixa renda de diversos locais do Acre levando cidadania de forma rápida e desburocratizada. Idealizado e executado pelo Poder Judiciário Acreano, desta vez a ação chegou, na sexta-feira (17), à zona rural do município de Epitaciolândia, distante 230 quilômetros de Rio Branco. Mais de mil pessoas foram atendidas durante a atividade que ocorreu na Escola Municipal Presidente Castelo Branco.

Foram disponibilizados, gratuitamente, expedições de identidades e CPF’s, além de registros fotográficos para complementação desses documentos e ainda atendimento jurídico por meio da Justiça Comunitária.

A ação é desenvolvida por meio da parceria com órgãos federais, estaduais, municipais e não-governamentais e, nesta edição, contou com os serviços do Ministério Público do Estado do Acre (MPAC), Defensoria Pública, Sebrae e Prefeitura de Epitaciolândia.

A desembargadora Eva Evangelista, que representou a presidente do TJAC, desembargadora Denise Bonfim, ao se reunir com representantes da municipalidade e do MPAC, agradeceu a parceria para a realização do Projeto Cidadão em Epitaciolândia e pediu apoio para ações que previnam a violência contra a mulher.

A magistrada, que hoje lidera a Coordenação Estadual de Violência Doméstica e Familiar do TJAC, enfatizou que vários trabalhos podem ser executados em conjuntos para diminuir os índices de violência doméstica.

“Fico grata pela presença de vocês em fazer parte desse trabalho magnífico que é o Projeto Cidadão. Esse projeto tem uma ação social grande e todos os poderes devem trabalhar juntos em prol da sociedade”, disse.

Exemplo de quem ganha é a comunidade, com os acessos aos serviços facilitados, é de Maria da Silva, 68 anos, que nunca havia tirado a carteira de identidade.

“Não sabia que existia isso. Agradeço muito por esse Projeto Cidadão por ter me dado a oportunidade de tirar a minha carteira de identidade”, ressaltou.

Casamento Coletivo

A cerimônia do Casamento Coletivo contou com 234 casais. Alexandre Moraes de Souza, 17 anos, e Taiane da Silva Nachipa, 16 anos, representaram os casais mais novos no evento, enquanto Minoru Takara, 67 anos, e Eva Conceição Macedo Takara, 60 anos, representaram os casais mais experientes.

Antes de formalizar o casamento civil, a decana da Corte Acreana, Eva Evangelista, agradeceu as equipes de serviço pela realização dos sonhos dos casais presentes e cobrou dos noivos respeito durante a convivência diária.

A abertura do evento contou ainda com a participação do prefeito de Epitaciolândia, Tião Flores, que agradeceu a ia do Projeto Cidadão e se colocou a disposição para parcerias em prol do bem para a comunidade.

O Juiz de Direito Gustavo Sirena, que celebrou a cerimônia, falou sobre paciência e o amor que os casais devem ter um para com o outro.

Dias antes da esperada cerimônia, os casais se inscreveram no Cartório Extrajudicial de Epitaciolândia.

Projeto Cidadão

O Projeto Cidadão é uma iniciativa do Tribunal de Justiça Acreano e tem, em princípio, o objetivo primordial de garantir a emissão gratuita de documentação à população de baixa renda, de forma rápida e desburocratizada. Ele surgiu da preocupação em reverter um dado fornecido pelo IBGE, cujas estatísticas mostravam que, em 1995, ano de sua criação, aproximadamente 68% dos habitantes do Estado não possuíam nenhum tipo de registro legal.

De lá para cá, essa demanda reprimida foi sanada, o Projeto foi ampliado e incorporou outras ações, garantindo o acesso facilitado da comunidade a diversos serviços. Sua finalidade primordial é assegurar à população de menor poder aquisitivo o direito à documentação básica, bem como o acesso rápido e gratuito aos serviços públicos de saúde, educação, trabalho, meio ambiente, segurança e o tradicional Casamento Coletivo.

O projeto trabalho social foi criado há 22 anos com a finalidade primordial de assegurar à população mais necessitada o direito à documentação básica, como também o acesso rápido e gratuito aos serviços públicos fundamentais, a exemplo de saúde, trabalho e educação, além da área jurídica. Gecom TJAc.

Cruzeiro do Sul

Em Brasília, vítimas da explosão apresentam melhora e devem ter alta nos próximos dias

Os quatro pacientes, vítimas da explosão em barco no rio Juruá, que se encontram internados no Hospital Regional da Asa Norte (Hran), em Brasília, apresentaram melhora e devem ter alta nos próximos dias. A informação é do presidente da Sociedade Brasileira de Queimaduras (SBQ), José Adorno, que dá suporte e acompanha o atendimento fora de domicílio das vítimas do acidente.

“São pacientes que sofreram queimaduras de 2º grau e que, ao chegarem em Brasília, receberam o atendimento necessário. Hoje estão em enfermaria, com quadro clinico estável e devem ter alta em breve”, informou Adorno.

Em Goiânia, Jucicleia Ferreira da Silva, 42 anos, recebeu atendimento. O estado clínico também é estável. Em Belo Horizonte, no Hospital João XXIII, estão internadas outras seis pessoas. Antônio José de Oliveira da Silva, 33 anos; Valdir Torquato da Silva, 51 anos; Francisco Luna dos Santos, 46 anos; José Ortenízio Souza da Conceição, 39 anos; Umberto da Conceição de Oliveira, 38 anos, e o menino P.V.F.S., de 4 anos.

A criança passou por dois procedimentos cirúrgicos, segue com o tratamento contra a pneumonia iniciado no Acre. Com boa evolução, o quadro clínico segue estável. O paciente Umberto da Conceição, que fez o primeiro procedimento para o tratamento das queimaduras é o que apresenta melhora mais significativa. Entres os adultos internados no João XXIII, um foi submetido à cirurgia nesta sexta-feira. Outras duas cirurgias estão programadas para sábado e segunda-feira, 17. Apenas um paciente ainda está em estado gravíssimo.

Tratamento Fora de Domicílio

O acidente aconteceu na última sexta-feira, 7, quando uma embarcação ancorada no Rio Juruá, na região do bairro Miritizal, em Cruzeiro do Sul, era preparada pra transportar combustíveis e pessoas para os municípios de Porto Walter e Marechal Thaumaturgo. Ao todo, 18 pessoas ficaram feridas, a maioria em estado grave e gravíssimo.

Em ação articulada e colaborativa com a Sociedade Brasileira de Queimados (SBQ), Presidência da República, Força Aérea Brasileira, Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e toda a rede integrada do Sistema Único de Saúde, o governo do Acre iniciou os procedimentos para o atendimento em centros especializados.

Os pacientes que apresentavam quadro clínico favorável começaram a ser transferidos na segunda-feira, 10. Seis foram levados para o Hospital João XXIII, em Belo Horizonte, um foi transferido para unidade de referência em Goiânia e quatro para Brasília.

Proprietário do barco presta depoimento

Em Cruzeiro do Sul, a Polícia Civil segue com a investigação para esclarecer as causas do acidente. Conforme relatos das doze testemunhas já ouvidas pelo delegado Lindomar Ventura, responsável pela investigação, uma fagulha na bateria do motor, em contato com o combustível teria provocado a explosão do barco.

Nesta sexta-feira, 15, o proprietário do caminhão, que dirigia o veículo no momento em que o barco era abastecido com combustível, prestou depoimento. À polícia, o motorista disse que não sabia que no barco havia outras pessoas, além da tripulação, e afirmou que todos os procedimentos de segurança recomendados para a operação foram tomados.

Ainda segundo a polícia, o motorista do caminhão é devidamente habilitado para Movimentação de Produtos Perigosos (MOPP) e o veículo registrado na distribuidora para transportar combustível.

Continue lendo

TARAUACÁ

FOTOS: Prefeita Marilete elogia trabalhadores que reformam biblioteca pública de Tarauacá

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Em ritmo acelerado, avança a reforma da Biblioteca Estadual Professor Anselmo Lessa, em Tarauacá, com possibilidade de conclusão antes do prazo previsto de seis meses.

A Prefeita do Município, Marilete Vitorino, fez elogios aos trabalhadores que labutam na reforma. “Sabemos que a reforma é um trabalho árduo, porque é um espaço amplo, e diversificado com várias salas. Vi fotos dos trabalhadores e soube que todos estão empenhados na obra, parabéns à todos e ao Governo do Estado do Acre. Nossos estudantes logo logo poderão usufruir desse espaço de saber e cultura“.

SOBRE A OBRA

O Governo do Estado, que é o responsável pelo espaço, publicou na edição do Diário Oficial do Estado do dia 27 de abril, o extrato do contrato que dá início às obras de reforma da Biblioteca Estadual Professor Anselmo Lessa, situada na região central do município de Tarauacá.

O prédio se encontrava fechado há muitos anos. Em meados de 2017, um processo de licitação para reforma da biblioteca foi instaurado, porém, os serviços nunca foram realizados.

Em janeiro de 2019 foi celebrado um contrato com a Empresa Atlas Construção e Comércio Eireli, de responsabilidade do empresário Sr. João Paulo, que deu início à execução das obras de reforma

A reforma custará o valor de R$ 728.569,73 (setecentos e vinte e oito mil, quinhentos e sessenta e nove reais e setenta e três centavos), e a empresa terá 06 (seis) meses para concluir a reforma. Segundo informações, a biblioteca irá atender a Fundação Elias Mansour (FEM), com recursos proveniente do BIRD, no âmbito do PROSER.

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Continue lendo

Super Promoções

ACRE.COM.BR ©2017-2019 - Todos os direitos reservados. Diretora Geral: Fernanda da Silva Alfaia

Fale Conosco