NOSSAS REDES

EDUCAÇÃO

Ufac sedia Encontro Nacional de Ensino de Química

PUBLICADO

em

A Universidade Federal do Acre (Ufac) está com inscrições abertas para o XIX Encontro Nacional de Ensino de Química (Eneq) que ocorrerá, em Rio Branco, de 16 a 18 de julho.  Com o tema “docência em Química: Transformações e mudanças no contexto educacional contemporâneo”, o evento trará a Rio Branco estudantes e pesquisadores de todo o país.

A participação no evento será garantida mediante o pagamento de uma taxa de inscrição que varia de acordo com a modalidade na qual se encaixa o participante. A tabela completa, acompanhada do link para inscrição encontra-se disponível aqui.



Realizado desde 1982, o Eneq reúne a cada dois anos docentes universitários, professores da educação básica, estudantes de pós-graduação, graduação e do ensino médio para discussões sobre temáticas que envolvam os avanços e as limitações do ensino da Química no país, bem como a formação de professores. O objetivo é estimular a divulgação de pesquisas e ampliar discussões e trocas de experiências entre os professores da área de ensino de química.

“Essa será a primeira vez que o evento acontecerá na região Norte do Brasil, na nossa querida Ufac. Esperamos que toda a universidade participe desse evento e colabore para que, juntos, façamos o melhor Eneq de todos”, diz o coordenador do evento, professor Adriano Silva. “Nossa expectativa, é para um público de 600 a 1000 pessoas. Na ocasião, teremos espaço para divulgação de trabalhos na forma de painéis, palestras, debates, conferências, comunicações orais, mostra de materiais didáticos e divulgação de livros”, detalha.

Mais informações e a programação completa do XIX Encontro Nacional de Ensino de Química pode ser encontrada no endereço http://www.eneq2018noacre.com.br/site/capa. UFAC.

Concurso

TJAC retifica edital do processo seletivo para juízas e juízes leigos

PUBLICADO

em

Foram excluídos dispositivos, alterados redação de um item e acrescentado as regras quanto aos procedimentos de heteroidentificação para candidatas e candidatos negros e indígenas

O Tribunal de Justiça do Acre (TJAC) publicou nesta quinta-feira, 29, retificação do edital para o processo seletivo simplificado para contratação temporária e cadastro de reserva de juízas e juízes leigos.



Com isso, foram excluídos os seguintes dispositivos: alínea “c” do item 2.1.1 e o item 2.2 do Edital n.° 01/2024. Os itens excluídos tratavam sobre atividades que seriam consideradas como experiência jurídica das candidatas e candidatos. O segundo item excluído tratava da vedação relacionado ao exercício de atividade político-partidária, filiação à partido ou serem representantes de órgão de classe ou entidade associativa.

Além disso, foi alterada a redação do item 2.14 para: “o candidato ou candidata deverá trabalhar presencialmente em uma das comarcas integrantes do grupo”. E acrescentado itens para sanar a omissão quanto ao procedimento heteroidentificação para às vagas reservadas aos negros e indígenas.

É possível consultar as alterações detalhadas no Edital n.° 2, disponível na edição n.° 7.487, do Diário da Justiça, desta quinta-feira.

Todas as etapas do certame serão on-line e as inscrições vão até o próximo domingo, 3 de março, por este link. A taxa é de R$ 100,00 e a prova objetiva será on-line de múltipla escolha, de caráter classificatório e eliminatório, prevista para 15 de março de 2024.

Continue lendo

EDUCAÇÃO

Ufac discute criação de cursos de Fisioterapia e Terapia Ocupacional

A reitora da Ufac, Guida Aquino, recebeu a visita da comissão de educação do Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional, representado pela presidente da comissão e conselheira, Samantha Campos. A pauta da reunião, que ocorreu na segunda-feira, 19, na Reitoria, campus-sede, foi a criação dos cursos de Fisioterapia e Terapia Ocupacional, considerando a demanda do Estado por profissionais nessas áreas.

Discutiram-se os benefícios que a implantação desses cursos traria para a região. A reitora explicou que a criação de cursos na Ufac passa por um aporte financeiro e uma aprovação que não depende apenas da instituição. Ela reforçou a necessidade de emendas parlamentares e parcerias para investir na educação.

Ufac discute criação de cursos de Fisioterapia e Terapia Ocupacional.jpg

Ufac discute criação de cursos de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (1).jpg 

(Elis Caetano, estagiária Ascom/Ufac)

Continue lendo

ACRE

Ufac lança plataforma de livros digitais para comunidade acadêmica

A Pró-Reitoria de Graduação (Prograd) e a Biblioteca Central, da Ufac, adquiriram a assinatura da plataforma de livros digitais Minha Biblioteca, que será lançada nesta terça-feira, 6, às 9h, em solenidade no hall da Biblioteca Central, campus-sede. A plataforma permite a renovação anual da assinatura e aquisições pontuais de obras
físicas e se junta a outras já assinadas, como Target GedWeb e Saraiva Jur.

A Minha Biblioteca é uma solução para fornecimento de e-books adquiridos com recursos próprios da universidade. Possui mais de 10 mil títulos atualizados nas áreas de ciências jurídicas, ciências sociais aplicadas, ciências exatas, saúde, medicina, ciências pedagógicas, letras e arte. Conta com obras de 16 grandes editoras sob 12 selos editoriais.



Também se destaca por suas funcionalidades avançadas, permitindo acesso online e off-line aos usuários, além de incorporar recursos de acessibilidade e outras ferramentas essenciais para o suporte à pesquisa, ao ensino e ao aprendizado.

A pró-reitora de Graduação, Ednaceli Damasceno, ressaltou a importância estratégica da aquisição. “A Ufac se compromete com a democratização do conhecimento ao disponibilizar um vasto acervo digital acessível a todos os seus estudantes e professores.

Este é um marco na história da nossa universidade, alinhando uso eficiente de recursos tecnológicos e orçamentários à expansão qualitativa do nosso acervo bibliográfico.”

A diretora da biblioteca, Alanna Figueiredo, destacou a importância da plataforma para a Ufac. “Esta inovação não só contribui positivamente para a avaliação institucional junto ao MEC como também representa um passo significativo na redução de custos operacionais e na prevenção da evasão estudantil, ao oferecer um acervo constantemente atualizado e de fácil acesso.”

Alana explicou ainda que a Ufac não pretende acabar com o acervo de livros físicos. “Queremos, sim, complementar o que já temos disponível, com atualização constante de
obras, em suporte digital.”

https://minhabiblioteca.com.br/

minha-biblioteca.png

Continue lendo

MAIS LIDAS