NOSSAS REDES

EDUCAÇÃO

Violência obstétrica é tratada em audiência pública promovida pelo MPAC nesta terça

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

https://i1.wp.com/www.mpac.mp.br/wp-content/uploads/Viol%C3%AAncia-Obst%C3%A9trica2.png?resize=740%2C414

Uma audiência pública para tratar da saúde sexual e reprodutiva de mulheres em Rio Branco será realizada pelo Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) nesta terça-feira (18). O evento ocorre no auditório do MP acreano a partir das 8h e é aberto a toda a sociedade.

A intenção é dar visibilidade e promover a difusão de informações, expondo ações, estudos e discussões acerca da violência obstétrica, enquanto violência de gênero e discriminação contra a mulher, bem como, da assistência obstétrica humanizada e à gravidez, parto e puerpério.

“Com isso, pretendemos construir uma agenda de trabalho com os profissionais de saúde, sobretudo da rede pública, visando definir e implementar ações de melhorias dos serviços às mulheres”, explica o promotor de Justiça de Defesa da Sáude, Glaucio Oshiro.

O debate da problemática será feito junto a gestores estaduais e municipais responsáveis, bem como, órgãos governamentais e não-governamentais envolvidos com a temática, em especial, representantes de maternidades públicas e particulares de rio branco e acadêmicos e profissionais com estudos científicos na área.

Também serão convidados a participar da discussão, Poder Judiciário, Defensoria Pública, OAB, Associação dos Municípios do Acre (Amac), universidades e faculdades ligadas à saúde e assistência social, conselhos e associações ligados a saúde, bem como, federação e associações de trabalhadores rurais do Acre, que prestam atenção à mulher no âmbito rural e ou à mulher indígena.

A iniciativa é da Promotoria de Justiça Especializada de Defesa da Saúde com o apoio do Centro de Atendimento à Vítima (CAV), do MPAC.

Violência obstétrica

Embora o termo assuste, nem todas as mulheres estão familiarizadas com o assunto. Muitas já foram vítimas desse tipo de agressão, que pode ser física ou verbal, tanto durante o parto quanto no pré-natal. Ela vai desde um tom de voz ríspido à recusa de atendimento e realização de intervenções e procedimentos médicos não necessários (exames de toque repetitivos,  cesáreas desnecessárias, entre outros).

Em casos de violência obstétrica, é aconselhável procurar o Ministério Público para apurar tanto a conduta do profissional como da instituição. Como muitas vezes a violência obstétrica é cultural, não necessariamente um indivíduo é o culpado, mas todo o sistema.

Violência obstétrica. Denuncie. Você não está sozinha.

Para ter acesso ao edital de publicação da audiência pública, basta clicar aqui.

André Ricardo – Agência de Notícias do MPAC

EDUCAÇÃO

Prefeita Marilete determina celeridade nas obras do futuro Colégio Militar de Tarauacá

Assecom - Prefeitura de Tarauacá, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Na manhã desta quarta-feira (11), a Prefeita de Tarauacá, Marilete Vitorino, realizou uma visita à escola 15 de junho e observou o andamento das obras. Quando estiver pronto, será dotado de quadra de esportes, biblioteca, laboratório de informática, além de oito amplas salas de aula.

O Governo do Estado, em parceria com a Prefeitura de Tarauacá, irá envidar todos os esforços para que as aulas no Colégio Militar se iniciem agora já em 2020 para os estudantes que desejarem essa modalidade de ensino.

Para tornar o colégio militar uma realidade, será concretizada uma parceria entre o governo e a prefeitura, onde esta assumirá a conclusão das obras da Escola 15 de Junho, localizada no km 14 (sentido Tarauacá/Feijó). Será uma escola modelo, que oferecerá toda a infraestrutura aos alunos”, disse a Prefeita Marilete Vitorino.

 

 

Continue lendo

ACRE

Evento na UFAC: Projeto de cooperação internacional estuda biodiversidade na Amazônia Ocidental

Assessoria, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Na quarta-feira (11 de setembro), será realizado o lançamento do Projeto Prodigy “Process‐based & Resilience‐Oriented management of Diversity Generates sustainability”, às 10 horas, no Parque Zoobotânico (PZ), na Universidade Federal do Acre (Ufac). Representantes de instituições de pesquisa, ensino e organizações não governamentais do Brasil, Peru, Bolívia e Alemanha vão desenvolver pesquisas sobre os diferentes usos da terra e a sustentabilidade ambiental, econômica e social na região da Amazônia Sul-Ocidental na tríplice fronteira denominada MAP – Madre de Deus (Peru), Acre (Brasil) e Pando (Bolívia).

Com duração de três anos, as ações vão avaliar a dinâmica em constante transformação entre a natureza e a sociedade na região do MAP. No Brasil, os estudos serão realizados na Reserva Extrativista Chico Mendes; na Bolívia, na região da Reserva Nacional de Vida Silvestre Amazónica Manuripi e no Departamento Madre de Dios, no Peru na Reserva Nacional Tambopata. 

O projeto PRODIGY é financiado pelo Ministério Federal Alemão de Educação e Pesquisa (BMBF) e coordenado pela Universidade Koblenz-Landau em conjunto com mais cinco universidades alemãs. São parceiros do projeto a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Ufac, Instituto de Mudanças Climáticas do Acre, além de universidades do Peru e da Bolívia. A construção da proposta começou em 2015 e já foram realizados diversos encontros e reuniões entre os parceiros.

Segundo um dos coordenadores do projeto, professor Oliver Frör, da Universidade de Koblenz-Landau, os resultados das ações de pesquisas formarão uma base sólida de conhecimento sobre o cenário dos potenciais e limites dos recursos naturais na região MAP. “A ideia é que as informações científicas possam mostrar alternativas de desenvolvimento sustentável para a região MAP e que as populações locais tenham elementos adicionais para decidir sobre as suas estratégias econômicas e ambientais em tempos de rápidas transformações socioeconómicas e ambientais”, afirma.

Serviço:

O que: Lançamento do projeto Prodigy de cooperação científica entre Alemanha, Brasil, Peru e Bolívia

Quando: Quarta-feira, 11 de setembro

Horário: 10 horas

Onde: Parque Zoobotânico, Ufac

Site: www.uni-koblenz-landau.de

Continue lendo

Super Promoções

ACRE.COM.BR ©2017-2019 - Todos os direitos reservados. Diretora Geral: Fernanda da Silva Alfaia

WhatsApp WhatsApp Notícias