NOSSAS REDES

EDUCAÇÃO

Violência obstétrica é tratada em audiência pública promovida pelo MPAC nesta terça

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

https://i0.wp.com/www.mpac.mp.br/wp-content/uploads/Viol%C3%AAncia-Obst%C3%A9trica2.png?resize=740%2C414

Uma audiência pública para tratar da saúde sexual e reprodutiva de mulheres em Rio Branco será realizada pelo Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) nesta terça-feira (18). O evento ocorre no auditório do MP acreano a partir das 8h e é aberto a toda a sociedade.

A intenção é dar visibilidade e promover a difusão de informações, expondo ações, estudos e discussões acerca da violência obstétrica, enquanto violência de gênero e discriminação contra a mulher, bem como, da assistência obstétrica humanizada e à gravidez, parto e puerpério.

“Com isso, pretendemos construir uma agenda de trabalho com os profissionais de saúde, sobretudo da rede pública, visando definir e implementar ações de melhorias dos serviços às mulheres”, explica o promotor de Justiça de Defesa da Sáude, Glaucio Oshiro.

O debate da problemática será feito junto a gestores estaduais e municipais responsáveis, bem como, órgãos governamentais e não-governamentais envolvidos com a temática, em especial, representantes de maternidades públicas e particulares de rio branco e acadêmicos e profissionais com estudos científicos na área.

Também serão convidados a participar da discussão, Poder Judiciário, Defensoria Pública, OAB, Associação dos Municípios do Acre (Amac), universidades e faculdades ligadas à saúde e assistência social, conselhos e associações ligados a saúde, bem como, federação e associações de trabalhadores rurais do Acre, que prestam atenção à mulher no âmbito rural e ou à mulher indígena.

A iniciativa é da Promotoria de Justiça Especializada de Defesa da Saúde com o apoio do Centro de Atendimento à Vítima (CAV), do MPAC.

Violência obstétrica

Embora o termo assuste, nem todas as mulheres estão familiarizadas com o assunto. Muitas já foram vítimas desse tipo de agressão, que pode ser física ou verbal, tanto durante o parto quanto no pré-natal. Ela vai desde um tom de voz ríspido à recusa de atendimento e realização de intervenções e procedimentos médicos não necessários (exames de toque repetitivos,  cesáreas desnecessárias, entre outros).

Em casos de violência obstétrica, é aconselhável procurar o Ministério Público para apurar tanto a conduta do profissional como da instituição. Como muitas vezes a violência obstétrica é cultural, não necessariamente um indivíduo é o culpado, mas todo o sistema.

Violência obstétrica. Denuncie. Você não está sozinha.

Para ter acesso ao edital de publicação da audiência pública, basta clicar aqui.

André Ricardo – Agência de Notícias do MPAC

Advertisement
Comentários

Comente aqui

EDUCAÇÃO

Volta às aulas: TIM e Descomplica

Assessoria, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Parceria entre a operadora e a plataforma de ensino dá acesso a mais de 30 mil videoaulas

Com o início do ano letivo, é comum que a preocupação com os estudos aumente. A TIM e o Descomplica, maior instituição de ensino online do Brasil, dão uma força aos estudantes nessa volta às aulas. Os clientes da operadora têm acesso à assinatura dos cursos oferecidos a partir de pagamento feito por meio de créditos de celular ou de fatura mensal. Além disso, a TIM oferece tranquilidade aos estudantes que podem estudar através de videoaulas, aulas ao vivo e planos de estudo temáticos.

Para quem está em ano de vestibular, o destaque é o preparatório para o ENEM que tem como objetivo tornar o curso ainda mais acessível para os estudantes. Os clientes TIM interessados em aderir ao benefício, terão acesso ao conteúdo disponível por meio do aplicativo para Android e iOS, tablet ou pelo computador. O consumidor pode optar pelo pagamento semanal (R$ 5,19) ou mensal (R$ 15,90). O valor é descontado do saldo do usuário pré-pago ou cobrado na fatura do usuário da base pós-paga ou controle, sem necessidade de um cartão de crédito para assinatura.

O Descomplica está disponível para usuários de planos pré-pago, pós-pago e controle. Para assinar, basta enviar um SMS com a palavra “DESCO” (semanal) ou “DESCOMES” (mensal) para o número 3373.

Sobre a TIM

A TIM segue com sua missão de conectar e cuidar de cada um e para que todos possam fazer mais. Para isso, atua focada nos pilares estratégicos de oferta, infraestrutura, eficiência e experiência do cliente, com base em uma cultura interna de accountability e na mudança de processos e plataformas que permitam a transformação digital. A assinatura da marca – “A inovação não para” – reforça o compromisso da companhia com seu Plano de Investimentos.

A empresa é, desde 2015, líder em cobertura 4G no País e referência como player de ultra banda larga móvel e fixa. É a única empresa do setor de telecomunicações a integrar o Novo Mercado da B3, reconhecido como nível máximo de governança corporativa, além de ser a operadora há mais tempo consecutivo no Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE). Para mais informações, acesse http://www.tim.com.br .

Continue lendo

ACRE

Tarauacá abre 140 vagas em processo seletivo para profissionais da educação

Juruá em Tempo, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

A Secretaria de Educação da cidade de Tarauacá, interior do Acre, divulgou um edital para contratação imediata de 70 profissionais bolsistas para atuarem no Projeto Asas da Florestania Infantil, que atende alunos em comunidades de difícil acesso e aldeias ao longo da BR-364.

Além destas vagas, há outras 70 para preenchimentos de cadastro reserva. As inscrições iniciaram nesta segunda-feira (10) e seguem até a quarta (12). Os candidatos interessados devem deixar a documentação na sede da Secretaria Municipal de Educação (Seme), que fica na Rua Coronel Juvêncio de Menezes, Centro de Tarauacá.

O valor da bolsa é de R$ 1.045 mil por mês, com jornada de trabalho de seis horas diárias. O contrato é válido até novembro deste ano.

Ao G1, o secretário de Educação da cidade, Orlando Bezerra, explicou que o candidato vai ser submetido a duas etapas. A primeira é a análise curricular, que é após a entrega da documentação, e logo depois a prova objetivo, aplicada no próximo dia 16.

“Quem passou, ser houver algum desentendimento ou desistência vamos chamar as que estão no cadastro reserva. Tem uma equipe exclusivamente atendendo os candidatos. Precisam entregar currículo, documentos pessoais e comprovante de experiência”, pontuou.

Bezerra falou que os profissionais atendem crianças de 3 a 5 anos nas casas. Cada professor pode atender até três alunos por dia.

“Tem todo um tipo de atendimento específico. Eles vão nas casas e só podem atender até três alunos por dia. Tem atendimento em várias localidades, indígenas. As aulas começam em março”, concluiu.

Continue lendo

+30 mil seguidores

TOP MAIS LIDAS

Grupos de notícias