NOSSAS REDES

CIDADES

Auxílio emergencial provoca imensa fila em agência bancária e agrava risco de contaminação por Covid-19

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

O Auxílio emergencial é um benefício financeiro concedido pelo Governo Federal, destinado aos trabalhadores informais, microempreendedores individuais (MEI), autônomos e desempregados. Tem o objetivo fornecer proteção emergencial no período de enfrentamento à crise causada pela pandemia do coronavírus (COVID-19).

Porém, vem deixando as autoridades e profissionais da saúde bastantes aflitos, com medo da proliferação do vírus mais ainda. Já que no Acre contabiliza com 347 casos de pessoas infectadas e 18 óbitos devido ao coronavírus..

O deputado estadual Luiz Tchê (PT) durante uma sessão, na quarta-feira (29), apresentou projeto que obriga o uso de máscara a todos acreanos enquanto o estado enfrenta também a pandemia e estando em estado de calamidade pública, e se caso aprovado a pessoa que for pega sem máscara será sujeito a pagar multa no valor de R$ 74,00 reais.

Em Tarauacá-Ac, município localizado a 400 Km da capital Rio Branco, vem deixando às autoridades e profissionais da saúde bastante preocupados com a desobediência da maioria da população com os devidos cuidados em relação a prevenção.

Durante esta semana, até o anoitecer ainda haviam pessoas dentro da agência bancária, em buscar de sacar o auxílio emergencial [Foto – reprodução. Redes sociais].

Um dia vídeo que circula em vários grupos de WhatsApp, mostra uma imensa fila, e inúmeras pessoas sem máscaras, e já não bastasse houve o compartilhamento de máscaras das próprias pessoas já que muitos não tinha e a Caixa Econômica não permite a entrada sem o uso da máscara. 

Tarauacá é um dos 12 municípios que ainda não testaram caso positivo do novo coronavírus, porém a população teme a chegada do vírus cedo ou mais tarde, devido a derrubada da barreira sanitária que proibia entrada de outras pessoas na cidade, como um modo de prevenção através de um decreto da Prefeita Marilete Vitorino (PSD).

Que foi derrubada através de uma denúncia do Advogado mineiro (Matheus Augusto de Oliveira Fidelis), concedido pela Juíza Francielle Martins Gomes Medeiro, da 2° vara federal no Acre, concedeu a medida liminar (provisória) nos HC coletivo n° 1002510-24.2020.4.01.300 contra o decreto municipal n° 3, de 14/04/20 da Prefeitura de Tarauacá.

Veja os vídeos:

ACRE

Em perseguição, polícia prende dupla com 56 quilos de droga escondidos em sacos dentro de carro no Acre

G1AC, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Polícia fazia patrulhamento de forma integrada, entre as cidades de Cruzeiro do Sul e Mâncio Lima e se deparou com uma caminhonete que desobedeceu a ordem de parada.

capa: Em perseguição polícia prende dupla com 56 quilos de drogas escondidas em sacos no interior do Acre — Foto: Divulgação/Gefron.

Dois homens foram presos na noite de quarta-feira (5), em Cruzeiro do Sul, no interior do Acre, com pelo menos 56 quilos de maconha. O flagrante foi feito pelo Grupo Especial de Fronteira do Acre (Gefron) e a Polícia Militar durante uma perseguição a um carro. O motorista desobedeceu a ordem de parada e, então, começou a perseguição.

O delgado Rêmulo Diniz, coordenador do Gefron, informou que as guarnições faziam um patrulhamento de forma integrada, entre as cidades de Cruzeiro do Sul e Mâncio Lima, próximo ao Rio Moa, e se depararam com uma caminhonete que desobedeceu a ordem de parada.

“Houve uma perseguição e durante a perseguição os criminosos jogavam sacos com entorpecentes. Depois a viatura retornou e verificou que eram barras de maconha”, disse o delegado.

No total, eram mais de 56 quilos de drogas, segundo a polícia — Foto: Divulgação/Gefron

No total, eram mais de 56 quilos de drogas, segundo a polícia — Foto: Divulgação/Gefron

Continue lendo

ACRE

Juiz determina que site de notícias exclua matéria sobre médico de Feijó; veja

Editor do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Na ação, médico de Feijó pede R$ 15 mil reais de indenização contra o site acrehoje.com.br, além de multa diária pela não exclusão da matéria jornalística. 

Segundo consta no processo 0700532-89.2020.8.01.0013, o requerente, médico Romell Shalim Ayala Calderon, trabalha na cidade de Feijó – AC, atuando no Hospital Geral desde 2013. 

Relatou a advogada do autor, que “há acerca de um mês, o médico realizou uma cirurgia de emergência, na paciente Naiz Guimarães dos Santos Silva, 41 anos, estava grávida de 9 meses, e que chegou ao hospital perdendo muito liquido. Ao contrário do que veiculou o PORTAL ACRE HOJE, não cometeu falha ou erro médico”. 

Capa da matéria publicada – https://acrehoje.com.br/news/2020/06/15/mulher-morreapos-ter-intestino-perfurado-no-hospital-de-feijo/

Na verdade, segundo relatado no processo pelo autor, “o que ocorreu foi uma complicação cirúrgica, já que o útero da paciente estava aderido ao intestino, em função de duas cirurgias anteriores”. 

“Após a cirurgia, ao perceber a complicação o médico imediatamente encaminhou a paciente para Cruzeiro do Sul, pois em Feijó não havia qualquer estrutura de saúde que fosse capaz de suportar as necessidades da paciente. Não obstante, seu esforço em salvar-lhe a vida infelizmente veio a óbito”, relata o processo. 

“Alguns dias depois, seu nome estava estampados nos jornais locais, rede social, facebebook e instagram, como sendo o médico responsável pela morte da paciente, sendo acusado inclusive de ter cometido outros “erros médicos no passado”, afirmou a matéria que aquela não era a primeira vez que ocorria A matéria publicada pelo PORTAL ACRE HOJE e amplamente divulgada e compartilhada em suas redes sociais, afirmou ainda que o reclamante possui contratos no município de Feijó, Tarauacá e ainda consulta em sua clínica particular. Mais uma vez proferindo inverdades, uma vez que o reclamante não possui qualquer contrato com a prefeitura de Tarauacá”, destacou a advogada do médico. 

Na decisão liminar, de caráter provisório, o Juiz da Comarca de Feijó determinou ao réu que “remova, do seu sítio eletrônico, a matéria intitulada “MULHER MORRE APÓS TER INTESTINO PERFURADO NO HOSPITAL DE FEIJÓ” (link https://acrehoje.com.br/news/2020/06/15/mulher-morreapos-ter-intestino-perfurado-no-hospital-de-feijo/), sob pena de pagamento de multa no valor de R$ 200,00 (duzentos reais) por hora de descumprimento, podendo ser majorada, a pedido da autora, em caso de ineficácia coercitiva da medida imposta”.

O site de notícias excluiu a matéria, e aguarda audiência de conciliação e instrução, e ainda poderá contestar o processo. 

Continue lendo

TOP MAIS LIDAS

Obter empréstimos