NOSSAS REDES

ACRE

Em Tarauacá, advogado pede desistência de processo contra prefeita eleita

Radialista José Gomes - Da Amazônia para o Mundo.

PUBLICADO

em

Advogado não especificou os motivos da desistência, o que gerou polêmica nos bastidores da política em Tarauacá. 

Após o juiz eleitoral, magistrado Guilherme Aparecido do Nascimento criticar a peça inicial, e mandar refazer o ato, o advogado ALFREDO SEVERINO JARES DAOU, pediu desistência do processo que pedia a impugnação da diplomação da prefeita eleita de Tarauacá. 

O advogado não especificou os motivos da desistência. Fato que foi questionado por parte dos integrantes da coligação do candidato derrotado Abdias da Farmácia. Desde o dia 27 de novembro que o advogado já não se manifestava no processo. 

Com a desistência formalizada expressamente, a diplomação seguirá tranquilamente nesta quarta-feira, dia 16, para os vereadores, a prefeita eleita, e vice-prefeito, que serão diplomados através de sessão virtual, às 09 horas.  

ENTENDA OS FATOS

A AÇÃO DE IMPUGNAÇÃO DE MANDATO ELETIVO N.º 0600558-71.2020.6.01.0005, foi proposta por JOSÉ RODINEI DE LIMA SOMBRA, e ajuizada pelo advogado ALFREDO SEVERINO JARES DAOU, e o juiz eleitoral, Dr. Guilherme Aparecido do Nascimento Fraga, no dia 27 de novembro, determinou a emenda da peça inicial, após detectar falhas na petição, informando ainda que os vídeos não foram juntados nos autos. 

Segundo a denúncia, a coligação da prefeita eleita teria praticado abuso do poder econômico e crime de captação ilícita de sufrágio, e para provar os fatos o autor da ação teria fotos, áudios e vídeos, os quais foram amplamente compartilhados nas redes sociais, e diziam respeito à doação de combustível, sacolões, etc. 

Nesta segunda-feira, 14, após o Acre.com.br (LEIA AQUI) noticiar que o advogado teria tacitamente abandonado a causa, o nobre causídico formalizou a desistência ainda nesta segunda-feira, 14, às 18hs49min; concretizando a previsão noticiada, que era de desistência tácita. 

Clique aqui e veja a petição de desistência do advogado. 

De agora em diante, a partir desta terça-feira, 15, o juiz eleitoral, magistrado Guilherme Aparecido do Nascimento deverá intimar o Ministério Público Eleitoral para se manifestar quanto ao pedido de desistência formulado pelo advogado.

Nas redes sociais e grupos de WhatsApp, houve polêmica quanto ao assunto, dividindo opiniões controvertidas quanto às motivações do advogado, que não especificou as razões da desistência. 

 

Eleitos em Tarauacá serão diplomados em sessão virtual dia 16; advogado desiste de processo de cassação

 

Comentários

Comente aqui

REDES SOCIAIS

Área do assinante

Receba publicações exclusivas.

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!
WhatsApp chat