NOSSAS REDES

ACRE

Ícaro e Alan têm prisão mantida e dependem de perícia para decisão de Júri Popular

Ac24horas, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

A audiência de instrução ocorrida durante o dia desta quarta-feira, 16, no Fórum Criminal de Rio Branco, decidiu que Ícaro Pinto e Alan Araújo, denunciados pelo Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) acusados de disputarem um racha que resultou na morte de Jonhliane Paiva, devem permanecer presos.

A decisão se a dupla irá ou não a Júri Popular ficou pendente, pois necessita ainda de perícia. O pedido de revogação de prisão impetrado pela defesa dos acusados foi negado pelo Alesson Braz, da 2ª Vara do Tribunal do Júri, que preferiu mantê-los detidos.

O juiz solicitou que um ofício deve ser encaminhado ao instituto de criminalística para que sejam respondidos alguns quesitos dos acusados para dar prosseguimento ao processo em relação ao júri. Ícaro e Alan foram interrogados e o processo de júri popular está pendente de perícia.

A audiência encerrou depois de oitivas com todas as 12 testemunhas e interrogatório dos acusados. Em seguida, foi marcada uma audiência de transação penal para os demais acusados.

Familiares e amigos da jovem Jonhliane fizeram um protesto em frente ao Fórum durante a audiência. A jovem morreu enquanto ia para o trabalho no último dia 6 de agosto. Em protesto, cartazes foram confeccionados para pedir justiça. A motocicleta que Jonhliane conduzia no dia que foi morta também está exposta em frente ao Fórum para chamar a atenção das autoridades.

REDES SOCIAIS

Área do assinante

Receba publicações exclusivas.

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!
WhatsApp chat