NOSSAS REDES

ACRE

Policiais penais denunciam más condições das guaritas no Francisco de Oliveira Conde

Ac24horas, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Vídeos enviados por policiais penais à redação do ac24horas mostram péssimas condições das guaritas que são usadas para a vigilância no presídio Francisco de Oliveira Conde, em Rio Branco.

Os policiais reclamam da falta de higiene e das condições estruturais. “Isso é um absurdo, trabalhamos sem as mínimas condições. As guaritas tremem e tememos risco de desabamento. As escadas estão podres e enferrujadas. Não existem nem onde fazer as necessidades fisiológicas”, diz um policial penal que, por medo de represálias, prefere não se identificar.

Outro problema é a falta de efetivo. Quando o policial penal vai para a guarita, a quantidade de profissionais no presídio para garantir a segurança no local fica ainda mais insuficiente. “Só tivemos um concurso público em toda a história do IAPEN do Acre, isso há 13 anos. Quando vamos para a guarita, a situação fica ainda mais tensa, já que o número de policiais está defasado faz muito tempo”, afirma.

Opinião compartilhada pelo presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários, Betho Calixto. “Realmente a situação das guaritas do FOC precisa urgentemente de reparos por parte do governo, tanto nos locais onde existe uma visibilidade do prédio maior, como também nas guaritas que os policiais ficam durante o banho e sol dos apenados”, afirma.

ac24horas procurou o presidente do IAPEN, Arlenilson Cunha, que garantiu que as guaritas serão todas recuperadas. “Estamos entrando com reformas no complexo e todas essas guaritas passarão por reforma e já estão dentro do nosso cronograma de frente de melhorias que estamos executando no Francisco de Oliveira Conde”, explica.

REDES SOCIAIS

Área do assinante

Receba publicações exclusivas.

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!
WhatsApp chat