NOSSAS REDES

ACRE

Prefeito de Marechal Thaumaturgo busca solucionar problema em pista do aerodromo

Ac24horas, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

A partir do dia 31 de dezembro, segundo decisão da Agência Nacional de Aviação Civil – ANAC, nem em caso de emergência, como o transporte de doentes, aeronaves poderão pousar e decolar em Marechal Thaumaturgo e Porto Walter , que terão os aeródromo totalmente interditados . A população dos dois municípios é de 30.652 pessoas, que não contam com estradas para deslocamento . Nas duas cidades só é possível chegar de avião ou barco, em oito horas de viagem pelo Rio Juruá até Cruzeiro do Sul.

Diante da situação, o prefeito reeleito de Marechal Thaumaturgo , Isaac Pyanko teme a morte de pessoas pela falta de possibilidade de transportes em caso de emergência. “Além de voos normais, é comum o transporte de pessoas doentes de Marechal Thaumaturgo para Cruzeiro em aviões em voo de 30 minutos . E a partir de 31 vamos ter que mandar um paciente grave em uma viagem de 8 horas de barco pelo Rio Juruá até Cruzeiro , o que será uma situação muito dramática e pode haver mortes “, teme o gestor.

Em busca de solução para o problema ele buscou apoio, nesta terça feira, 22, do governador Gladson Cameli, que assegurou enviar à ANAC um documento garantindo que na primeira semana de janeiro será iniciado o serviço de recuperação do aeródromo e solicitando a prorrogação do prazo da interdição total. ” Contamos com as autoridades para evitar esse isolamento total e o governador Gladson Cameli está empenhado na causa”, citou Issac.

A pista do aeródromo de Thaumaturgo já passou por duas reformas, mas não foram suficientes para mantê-la em condições adequadas para pouso e decolagem, segundo os padrões da ANAC.

REDES SOCIAIS

Área do assinante

Receba publicações exclusivas.

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!
WhatsApp chat