NOSSAS REDES

BR 364

URGENTE: PRF atualiza informações sobre interdição de ponte em Cacaulândia/RO; veja fotos

Agência PRF, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Possíveis rotas alternativas não possuem condições de trafegabilidade com segurança, não havendo como seguir viagem entre as cidades de Ariquemes/RO e Jaru/RO

Nota informativa da PRF – atualizada às 12h50m de 07/02/2019:

1) O desmoronamento da cabeceira da ponte corrego Andirá ocorreu no km 464 da BR-364, no município de Cacaulândia/RO, entre Ariquemes/RO e Jaru/RO, próximo à Fazenda Nova Vida, que fica no km 473.

2) A 2 kms dessa ponte, sentido Jaru – Ariquemes, existe outra ponte com estrutura em situação crítica diante da correnteza, mas sem desmoronamento por enquanto.

3) O desmoronamento é decorrente das intensas chuvas ocorridas durante a madrugada e a manhã de hoje (6).

4) O DNIT já foi acionado e enviou ao local equipes de Ji-Paraná e Ariquemes. O fato já foi repassado para o Ministro dos Transportes. Em nota emitida pela ASCOM/DNIT foi noticiado que o Exército Brasileiro, representado pelo 5 BEC, avalia as condições de viabilidade e segurança para instalação de uma ponte metálica para restabelecimento emergencial do fluxo de veículos. Não obstante, uma empresa que realiza serviços de manutenção e conservação da rodovia foi acionada para iniciar imediatamente a execução de obras no trecho atingido.

5) Não há informações de nenhum veículo ou veículo cruzando a ponte no momento do ocorrido.

6) O tráfego no local, inclusive de pedestres, está totalmente interrompido por questões de segurança. A sinalização está sendo feita com cones e algumas carretas foram posicionadas na via, de modo a impedir o fluxo.

7) As equipes PRFs mobilizadas para verificar o local da interrupção da via, bem como as rotas alternativas, relatam que o nível de água dos rios apresentou aumento, em média de 40 cm, entre a hora da interrupção do trânsito e a manhã de hoje. Dessa forma, as duas possíveis rotas alternativas, (RO-257, acessando Machadinho do Oeste, e RO-140, via Cacaulândia) não estão liberadas, seja para tráfego de caminhões, ônibus, automóveis, motocicletas ou pedestres. As duas rodovias estaduais mencionadas são de responsabilidade da Polícia Militar de Rondônia, que interditou a passagem, em razão de inundação no trecho e rachadura na ponte sobre o Rio Branco.

8) O efetivo da Del 03, que atende a região compreendida entre Itapuã do Oeste e Ouro Preto do Oeste, foi reforçado para que exista maior número de agentes na rodovia, tanto nas localidades próximas aos eventos como na orientação geral de fluxo de veículos.

9) Empresas de ônibus que atuam nas estradas de Rondônia já foram informadas da situação, sendo solicitado que suspendam as viagens que dependam do tráfego no local do incidente.

10) A PRF reforça que a população, por questões de segurança, deve obedecer à orientação de não prosseguir viagem e tal informação será repassada pelos policiais de serviço em todas as 4 Delegacias da Regional, de modo a evitar deslocamentos desnecessários e que coloquem em risco a segurança viária.

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas em pé, céu, nuvem e atividades ao ar livre

As obras de reparo seguem sendo feitas no trecho que sofreu o desmoronamento (km 464 da BR-364). Nas próximas horas devemos ter novas informações quanto ao tráfego no local.

A imagem pode conter: montanha e atividades ao ar livre

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, céu e atividades ao ar livre

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e atividades ao ar livre

A imagem pode conter: atividades ao ar livre

PRF atualiza informações sobre interdição de ponte em Cacaulândia/RO

Nota informativa da PRF – atualizada às 13h:

1) O desmoronamento da cabeceira da ponte corrego Andirá ocorreu no km 464 da BR-364, no município de Cacaulândia/RO, entre Ariquemes/RO e Jaru/RO, próximo à Fazenda Nova Vida, que fica no km 473.

2) A 2 kms dessa ponte, sentido Jaru – Ariquemes, existe outra ponte com estrutura em situação crítica diante da correnteza, mas sem desmoronamento por enquanto.

3) O desmoronamento é decorrente das intensas chuvas ocorridas durante a madrugada e a manhã de hoje (6).

4) O DNIT já foi acionado e enviou ao local equipes de Ji-Paraná e Ariquemes. O fato já foi repassado para o Ministro dos Transportes. Em nota emitida pela ASCOM/DNIT foi noticiado que o Exército Brasileiro, representado pelo 5 BEC, avalia as condições de viabilidade e segurança para instalação de uma ponte metálica para restabelecimento emergencial do fluxo de veículos. Não obstante, uma empresa que realiza serviços de manutenção e conservação da rodovia foi acionada para iniciar imediatamente a execução de obras no trecho atingido.

5) Não há informações de nenhum veículo ou veículo cruzando a ponte no momento do ocorrido.

6) O tráfego no local, inclusive de pedestres, está totalmente interrompido por questões de segurança. A sinalização está sendo feita com cones e algumas carretas foram posicionadas na via, de modo a impedir o fluxo.

7) As equipes PRFs mobilizadas para verificar o local da interrupção da via, bem como as rotas alternativas, relatam que o nível de água dos rios apresentou aumento, em média de 40 cm, entre a hora da interrupção do trânsito e a manhã de hoje. Dessa forma, as duas possíveis rotas alternativas, (RO-257, acessando Machadinho do Oeste, e RO-140, via Cacaulândia) não estão liberadas, seja para tráfego de caminhões, ônibus, automóveis, motocicletas ou pedestres. As duas rodovias estaduais mencionadas são de responsabilidade da Polícia Militar de Rondônia, que interditou a passagem, em razão de inundação no trecho e rachadura na ponte sobre o Rio Branco.

8 ) O efetivo da Del 03, que atende a região compreendida entre Itapuã do Oeste e Ouro Preto do Oeste, foi reforçado para que exista maior número de agentes na rodovia, tanto nas localidades próximas aos eventos como na orientação geral de fluxo de veículos.

9) Empresas de ônibus que atuam nas estradas de Rondônia já foram informadas da situação, sendo solicitado que suspendam as viagens que dependam do tráfego no local do incidente.

10) A PRF reforça que a população, por questões de segurança, deve obedecer à orientação de não prosseguir viagem e tal informação será repassada pelos policiais de serviço em todas as 4 Delegacias da Regional, de modo a evitar deslocamentos desnecessários e que coloquem em risco a segurança viária.

Comentários

Comente aqui

ACRE

Carretas carregadas de toras de madeira destroem BR-364

Acrenoticias.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Carretas extremamente carregadas de madeira circulam livremente sem nenhum tipo de fiscalização na BR-364, entre Manoel Urbano e Rio Branco, destruindo completamente o asfaltamento da rodovia. Atualmente o perímetro já apresenta dificuldade de tráfego, mas pode ficar ainda pior.

Diariamente as carretas chamadas de “julietas” são vistas passando na estrada transportando madeira em toras do pátio da madeireira localizada em Manoel Urbano com destino a capital acreana. Taxistas são unânimes em afirmar que a prática é prejudicial a manutenção da estrada.

“Já temos uma estrada com vários buracos e, agora, a situação está piorando em decorrência do peso das carretas. São muitas carretas passando de dia e de noite e não há controle de peso”, afirma um taxista.

Segundo a polícia militar, o DNIT repasou autonomia para que a PM possa fiscalizar o trecho, inclusive, com o uso de balanças, no entanto, o trabalho ainda não fou iniciado.

Por Aldejane Pinto

Continue lendo

ACRE

BR-364 e BR-425 seguem interditadas pelo 2° dia devido a protesto entre Rondônia e acre

G1, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

A BR-364 e a BR-424 continuam fechadas, nesta quinta-feira (30), por causa do protesto organizado por moradores. Eles pedem o retorno das aulas, melhorias na segurança e também em estradas. O ato pacífico é acompanhado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Segundo a PRF, a interdição ocorre no Distrito de Abunã, no entroncamento da BR-425 com a BR- 364.

Com o bloqueio da comunidade, motoristas que saem de Porto Velho não conseguem ter acesso ao estado do Acre e também aos municípios de Guajará-Mirim (RO) e Nova Mamoré (RO).

O manifesto começou na quarta-feira (29), pois, segundo os moradores, estudantes da localidade estão sem aulas há 15 meses. Além da reivindicação por transporte escolar, o protesto é feito para cobrar reparos nas estradas. De acordo com moradores, há mais de quatro anos não são realizadas manutenções nas vias.

A falta de segurança também preocupa a população. Segundo os manifestantes, na região acontecem assaltos com frequência, principalmente em residências.

Continue lendo

Super Promoções

ACRE.COM.BR ©2017-2019 - Todos os direitos reservados. Diretora Geral: Fernanda da Silva Alfaia

WhatsApp OLÁ INTERNAUTA! : )