NOSSAS REDES

BRASIL

“Censo será instrumento de aperfeiçoamento do ambiente profissional para Jovem Advocacia”, afirma Lamachia

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Um dos temas em debate nesta sexta-feira (03) durante o Colégio de Presidentes de Comissões de Jovens Advogados, realizado durante o Encontro Nacional da Jovem Advocacia foi a necessidade de um censo para mapear a realidade e desenvolver ações planejadas para aprimorar o ambiente profissional do segmento.

O presidente nacional da OAB, Claudio Lamachia, comprometeu-se com avanço do levantamento, que será conduzido pela Comissão Nacional da Advocacia Jovem e do próprio Colégio Nacional de Presidentes Jovens.

“Essa é uma medida urgente e será priorizada. Todo o corpo técnico do Conselho Federal está empenhado para que o levantamento seja posto a disposição da jovem advocacia o quanto antes”, garantiu o presidente.

Segundo o presidente da comissão, Alexandre Mantovani, o censo reunirá informações detalhadas sobre os profissionais, suas rotinas e desafios.

“O objetivo do censo é realizar um levantamento detalhado da realidade vivida pela jovem advocacia em todo o país. Serão colhidas informações como o tempo de profissão, área de atuação, idade e dificuldades encontradas no exercício da advocacia, entre outras. É importante o engajamento das jovens advogadas e dos jovens advogados nesse censo para que o Conselho Federal possa, por meio dessas informações, enfatizar sua atuação naquilo que seja realmente relevante para esses profissionais”, disse Mantovani. “A comissão em geral e o presidente Claudio Lamachia em particular não têm medido esforços para atender às expectativas da jovem advocacia e defender seus interesses”, acrescentou ele.

Para participar do censo, bastará acessar o portal do Conselho Federal da OAB, que disponibilizará em breve um caminho de acesso para a plataforma que foi especialmente desenvolvida para dinamizar o processo, tornando-o intuitivo e simples. “Esse censo foi idealizado pelo Colégio Nacional de Presidentes Jovens, formado pelos 27 presidentes de comissões de jovens advogados das seccionais, e será aplicado pela Comissão Nacional da Jovem Advocacia, que fará toda a análise dos dados e formulação dos relatórios que serão divulgados ao final do levantamento”, explicou Mantovani. Conselho Federal da OAB.

REDES SOCIAIS

Área do assinante

Receba publicações exclusivas.

MAIS VISUALIZADAS

WhatsApp chat