NOSSAS REDES

CORRUPÇÃO

Deputados Pastor Manuel Marcos e Doutora Juliana são presos; acusados usaram empresa de laranja para desviar R$ 1,5 milhão do Fundo Eleitoral; veja vídeo

PUBLICADO

em

Os deputados federal e estadual eleitos, Manuel Marcos e Dr. Juliana Rodrigues (PRB), alvos da Operação Santinhos, deflagrada pela Polícia Federal nesta terça-feira, dia 11, no Acre e Amazonas, desviaram, juntos, R$ 1,5 milhão do Fundo Especial de Financiamento de Campanha.

Segundo a Polícia Federal, Manuel e Juliana utilizaram, para os desvios, uma empresa laranja que estava em nome de Thaisson de Souza Maciel, servidor da Secretaria de Pequenos Negócios (SEPN), nomeado 60 dias antes da eleição. Thaisson, ainda que nomeado e recebendo salários, foi preso em Manaus.

O delegado Eduardo Maneta, responsável pela investigação, contou que Thaisson já era velho conhecido de Manuel Marcos, e exercia cargos de confiança junto à equipe do vereador de Rio Branco desde 2013. Além de Thaisson, a esposa dele, Mirian Maciel, também havia sido nomeada pouco antes das eleições para um cargo na Secretaria de Saúde do Acre.

“Essa empresa de faixada era controlada, na verdade, por um ‘testa de ferro’. Essa empresa emitiu diversas notas frias de prestações de serviços fictícias que não ocorreram. E chegou a emitir uma nota como se tivesse confeccionado 18 milhões de santinhos. Só tem 500 mil eleitores. Esse valor seria 34 vezes o número de eleitores”, alerta o delegado.

Ao todo, a Polícia Federal cumpriu 17 mandados de busca e apreensão e outros 08 mandados de prisão. Para a ação, mais de 100 policiais federais do Acre e outros estados foram mobilizados para a ação em solo acreano e amazonense. Foram cumpridos mandados de busca na Câmara Municipal, Assembleia Legislativa, e em outros órgãos públicos. Gabinetes dos políticos também são alvo.

Governador Sebastião Viana e secretários são intimados

Diante das nomeações dos cargos comissionados, feitas exclusivamente pelo governador Sebastião Viana, e publicadas no Diário Oficial, a Polícia Federal intimou o governador e os secretários da Saúde e de Pequenos Negócios, Rui Arruda e Oscar Sérgio.

Segundo a Polícia Federal, o objetivo é saber por que os dois investigados foram nomeados semanas antes das eleições e entender se alguém mais sabia das estratégias políticas do grupo do PRB. “O objetivo deles é esclarecer os motivos dessas nomeações feitas pelo governador para as secretarias”, esclarece o delegado Eduardo Maneta. Por João Renato Jácome. Ac24horas.

RESUMO

Foram presos o pastor Manoel Marcos, eleito deputado federal, a advogada Juliana, também eleita deputada só que estadual, os dois filhos dela entre eles, o diretor do Procon, Diego, além de mais quatro pessoas.

O laranja da empresa criada para beneficiar o partido de Manoel Marcos, ganhou um cargo esse ano na Secretaria de Pequenos Negócios e por ser nomeado no Diário Oficial, assinado pelo Governador, TIÃO Viana foi convidado a prestar esclarecimentos com A PF.

Os deputados eleitos poderão ter os cargos cassados até o final do processo. Foram denunciados por lavagem de dinheiro, compra de voto, associação criminosa e desvio de dinheiro público. Lilia Camargo. 

Veja o vídeo da coletiva de imprensa:

 

Área do Leitor

Receba as publicações diárias por e-mail

REDES SOCIAIS

MAIS LIDAS