NOSSAS REDES

CAPA

RIO BRANCO: condutores se deparam com novos radares do DETRAN

Editorial do Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

A direção do Departamento Estadual de Trânsito do Acre (Detran/AC), informa que a partir da próxima sexta-feira, 16, os novos equipamentos de fiscalização eletrônica entrarão em atividade na cidade Rio Branco.Os equipamentos estavam em fase de instalação e aferição desde o início deste ano, e nesse período, não estavam autuando os condutores. “Reafirmando o compromisso de transparência com a população, estamos divulgando com antecedência a reativação dos radares”, informa a diretora de Operações do Detran/AC, Shirley Torres.

Visando proporcionar mais segurança para a população, já que o Detran faz parte do SISP (Sistema Integrado de Segurança Pública), os novos equipamentos são mais modernos e irão identificar, pela leitura da placa, os veículos furtados.

A fiscalização eletrônica contribui para a redução de mortes no trânsito, em 2017 o Detran/AC registou o menor índice de fatalidades da história (Foto: Tassiane Pontes/Detran)

A fiscalização eletrônica registra infrações como a parada sobre a faixa, avanço de sinal vermelho e excesso de velocidade. Todos os pontos de radares foram mantidos, os quais já são de amplo conhecimento da população.

“Antes de instalar os equipamentos, o Detran/AC realiza um estudo prévio no qual é feito o mapeamento dos pontos que apresentam maiores incidências de acidentes pelo desrespeito aos limites de velocidade por parte dos condutores”, afirma Shirley Torres.

A fiscalização eletrônica contribui para a redução de mortes no trânsito, em 2017 o Detran/AC registou o menor índice de fatalidades da história. Mesmo com o aumento da frota em mais de 200% no decorrer de treze anos.

Os recursos arrecadados com multas de trânsito, de acordo com a legislação só podem ser empregados com despesas públicas de sinalização, engenharia de tráfego, de campo, policiamento, fiscalização e educação de trânsito, conforme previsto no artigo 320 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Com informações de Andréia Nobre.

CAPA

Proibição de canudos plásticos e despoluição de mananciais é tema de evento na OAB/AC

Assessoria, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

A Comissão de Direito Ambiental e Agrário da Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Acre (OAB/AC), realiza no dia 3 de dezembro a palestra “Desafios e Perspectivas da Lei nº 3.541/19”, no auditório da Ordem, às 19h. A atividade será gratuita, com certificado de 3h. As inscrições podem ser realizadas no site da instituição: www.oabac.org.br (aba Cursos e Palestras).
O projeto de lei nº 3.451/19 foi apresentado pelo deputado Jenilson Leite (PSB) à Assembleia Legislativa no dia 5 de junho e sancionado pelo governador Gladson Cameli, em vigor desde o dia 7 de novembro. A lei determina a proibição da distribuição e venda de canudos plásticos em estabelecimentos no Acre, com o objetivo de reduzir danos ao meio ambiente.
Esse será o primeiro evento promovido pela comissão. Segundo a presidente do grupo, Ana Caroliny Cabral, a lei precisa ser entendida pela população que será diretamente beneficiada. “Os canudos de plástico são responsáveis por uma grande parte da mortalidade de animais aquáticos, além de poluírem recursos hídricos e florestais”, disse a advogada.
Os palestrantes serão o autor da lei, deputado Jenilson Leite e o geógrafo e professor na Universidade Federal do Acre (Ufac), Claudemir Mesquita. Na ocasião também será assinado o Termo de Cooperação da Agenda Ambiental na Administração Pública, pela Prefeitura Municipal e Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semeia).

Continue lendo

CAPA

Sindifisco publica nota sobre os direcionamentos político-partidário relacionado a previdência

Assessoria, via Acrenoticias.com - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

As associações e sindicatos que subscrevem esta errata informam que buscam garantir o direito dos servidores, repudiando qualquer direcionamento político-partidário na discussão relacionado a previdência. As negociações foram abertas devido a reivindicação das entidades trabalhistas por garantias de seus direitos.

Apenas as associações e sindicatos estão a frente do movimento. Infelizmente existem pessoas que tentam se aproveitar do momento, mas o ato é parte da busca pela negociação entre o Estado e os representantes dos servidores.

O debate deve ser técnico e realizado por pessoas comprometidas com a causa social e os reflexos econômicos que o projeto de lei poderá causar em cada uma das famílias que podem ser prejudicadas com a retirada de direitos, incluindo crianças e viúvas.

Entidades que subscrevem a errata:

1- SINDIFISCO Acre

2′- SINTEGESP

3 – AudTCE

4- Sindetran- Acre

5- SINDMED-AC

6- SINTESAC

7- SINTAG-AC

8- SINPROACRE

9- SINTAE

10 – SISCONTAS

11 – SPATE

12- SINFAC

13 – SINDECAF

14- SINDIFAC

15- SINTEAC

16- SINDOJUS

17-SINSPJAC

18- SEE/AC

19-SINODONTO

Continue lendo

Super Promoções

WhatsApp chat