NOSSAS REDES

Cruzeiro do Sul

Durante pescaria no AC, homem morre afogado enquanto tentava soltar rede

G1AC, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Corpo foi achado neste domingo (29) em um açude da BR-364, entre Tarauacá e Cruzeiro do Sul. Acidente ocorreu no sábado (28).

Foto de capa: Bombeiros acharam corpo de pescador na manhã deste domingo (29), em açude da BR-364 — Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros do Acre. 

Um homem morreu afogado durante uma pescaria no açude de uma fazenda da BR-364, entre as cidades de Tarauacá e Cruzeiro do Sul, interior do Acre. O pescador teria mergulhado para soltar a rede de pesca que tinha ficado presa em galhos quando se afogou.

O acidente ocorreu no sábado (28), e o corpo do morador, que estava sem documentos de identificação, foi achado neste domingo (29) por uma equipe do Corpo de Bombeiros do Acre.

Ainda segundo os bombeiros, a vítima estava com um grupo de pessoas pescando, quando a rede se prendeu em galhos. O pescador, então, desceu em apneia – método de prender a respiração debaixo da água- conseguiu soltar a rede, mas não retornou à superfície.

“O corpo foi achado no fundo do açude. Tinha um grupo de pessoas em um pescaria e o acidente aconteceu por volta das 16h30. Não sabemos o nome completo e idade dele. Esperamos os familiares para identificação”, complementou o major Cláudio Falcão.

O major ressaltou que uma equipe foi para o local ainda no sábado. As buscas foram suspensas durante a noite e retomadas na manhã deste domingo.

“Fizemos alguns mergulhos e às 9h foi encontrado. O corpo foi levado para Tarauacá”, concluiu. 

Advertisement
Comentários

Comente aqui

ACRE

Dia C: Sicoob Acre entrega mais de dois mil kits em comunidades carentes da capital e interior do Estado

Assessoria, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Apesar da pandemia do novo coronavírus (Covid-19) no estado, a Cooperativa de Créditos e Investimentos do Acre (Sicoob Acre) participou neste sábado, 4, do Dia de Cooperar, ou Dia C, atividade desenvolvida pela Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB). Direcionada em ações de combate à doença neste período, a instituição financeira entregou de forma gratuita mais de dois mil kits de higiene e proteção, com máscaras e álcool em comunidades carentes da capital e interior.

Celebrada sempre no segundo sábado de julho, a data este ano tem como tema “Atitude simples movem o mundo” realizada nos 26 estados brasileiros, além do Distrito Federal. No estado, a ação do Sicoob Acre atendeu diversos bairros de Rio Branco, Acrelândia, Brasileia e Cruzeiro do Sul. Para evitar aglomerações, as entregas foram feitas pelos próprios colaboradores da entidade de forma individual nos bairros em que eles moram e os próximos.

O Dia C é marcado por diversas ações focadas na responsabilidade social em áreas da saúde, educação, lazer e meio ambiente promovidas pelos sete ramos de cooperativismo atuantes no país, incluindo o cooperativismo de crédito. A ideia é transformar a realidade social de milhares de comunidades por meio da prestação de serviços. Neste ano, as iniciativas já praticadas pelo Sicoob Acre foram ligadas ao novo coronavírus com estímulo a continuidade delas mesmo após o evento.

Presidente do Sicoob Acre, José Generoso explica que duas etapas foram desenvolvidas. “Cooperação Vem à Casa” e “Pilares e Atuação com o Compromisso Social” reuniram todas as cooperativas do estado para desenvolver iniciativas como arrecadações de alimentos e doações financeiras para atender pessoas carentes, além de ajudar instituições do ramo que tenham sido afetadas e correm risco de extintas com direcionamento para os colaboradores e seus familiares.

“O maior compromisso do Sicoob Acre não é o lucro, mas sim ofertar um retorno social positivo e concreto nas comunidades onde estamos inseridos. Neste ano, distribuímos kits de proteção com álcool em gel e máscaras. Também ofertamos orientações de como prevenir a doença em casa e outros ambientes. Abraçamos a causa do Dia C desde a primeira edição como forma de contribuir com a população, isso me deixa muito realizado e feliz”, relata Generoso.

Continue lendo

ACRE

Com obra pronta, governo anuncia entrega do hospital de campanha de Cruzeiro do Sul para o dia 29

G1AC, via Acre.com.br - Da Amazônia para o Mundo!

PUBLICADO

em

Governo informou que ainda falta a instalação de equipamentos dos leitos.

Após adiar a inauguração do hospital de campanha de Cruzeiro do Sul, o governo anunciou uma nova data para a entrega do hospital: dia 29 de junho. Neste domingo (21) a obra, que custou R$ 4,1 milhões, foi entregue pela construtora responsável ao governador Gladson Cameli.

Ao todo, o hospital, que recebeu o nome do médico urologista João Luiz Angelim, vítima da Covid-19, vai contar com 10 leitos UTIs, 20 leitos semi-intensivos e 60 leitos de enfermaria. Serão 90 novas vagas para atendimento de pacientes vítimas da Covid-19.

Mas o hospital ainda não tem condições de receber pacientes porque ainda falta a instalação dos equipamentos que vão compor os leitos de enfermaria, Unidades de Tratamento Intensivo (UTIs) e semi-intensivos.

“Está pronto. Agora vai ter uma solenidade porque tem que cumprir o rito. Está pronta a obra e estão fazendo os trâmites de entrega. Os oxigênios estão aí, o que era mais difícil. Estou aguardando uma resposta se a Força Aérea pode arrumar um avião, e se não arrumarem vou mandar buscar [em São Paulo] os 50 respiradores para que não atrase”, disse.

Cruzeiro do Sul registrou até este sábado (20), 1.861 casos de Covid-19, segundo boletim da Secretaria Estadual de Saúde (Sesacre).

A inauguração do hospital de campanha de Cruzeiro do Sul, estava prevista para ocorrer no dia 16 de junho, mas foi adiada pelo governo. O anúncio foi feito em nota, divulgada no dia 13, assinada pelo governador Gladson Cameli que alegou falta de gases medicinais. Até então o número de vagas anunciadas era de 100. Mas, agora o governo informou que são 90.

O governador disse que o ponto principal da obra é ter leitos disponíveis para atender a população e reafirmou que o hospital é de caráter definitivo e vai continuar atendendo mesmo depois da pandemia.

Hospital de campanha de Cruzeiro do Sul — Foto: Gledisson Albano/ Arquivo pessoal

Hospital de campanha de Cruzeiro do Sul — Foto: Gledisson Albano/ Arquivo pessoal.

O secretário Saúde do Acre, Allysson Bestene, disse que uma média de 150 profissionais incluindo todo o quadro com serviço de limpeza, médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem devem ser contratados para trabalhar no hospital.

“É importante dizer que é uma obra que foi feita em pouco tempo, em 40 dias, e que duplica a capacidade do hospital. A provedora do hospital, a Associação Nacional de Saúde (Ansau), está fazendo a seleção de profissionais para ocupar os espaços”, informou.

Sobrepreço

O Tribunal de Contas do Acre (TCE) identificou um sobrepreço nas obras dos dois hospitais de campanha de Rio Branco e de Cruzeiro do Sul. O estado foi notificado e recebeu um prazo de 15 dias para que a Secretaria de Estado de Infraestrutura e Desenvolvimento (Seinfra) explique a direção nos valores.

A inauguração do hospital de campanha de Cruzeiro do Sul, estava prevista para ocorrer no dia 16 de junho, mas foi adiada pelo governo. O anúncio foi feito em nota, divulgada no dia 13, assinada pelo governador Gladson Cameli que alegou falta de gases medicinais. Até então o número de vagas anunciadas era de 100. Mas, agora o governo informou que são 90.

O governador disse que o ponto principal da obra é ter leitos disponíveis para atender a população e reafirmou que o hospital é de caráter definitivo e vai continuar atendendo mesmo depois da pandemia.

Hospital de campanha de Cruzeiro do Sul — Foto: Gledisson Albano/ Arquivo pessoal

Hospital de campanha de Cruzeiro do Sul — Foto: Gledisson Albano/ Arquivo pessoal

O secretário Saúde do Acre, Allysson Bestene, disse que uma média de 150 profissionais incluindo todo o quadro com serviço de limpeza, médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem devem ser contratados para trabalhar no hospital.

“É importante dizer que é uma obra que foi feita em pouco tempo, em 40 dias, e que duplica a capacidade do hospital. A provedora do hospital, a Associação Nacional de Saúde (Ansau), está fazendo a seleção de profissionais para ocupar os espaços”, informou.

Sobrepreço

O Tribunal de Contas do Acre (TCE) identificou um sobrepreço nas obras dos dois hospitais de campanha de Rio Branco e de Cruzeiro do Sul. O estado foi notificado e recebeu um prazo de 15 dias para que a Secretaria de Estado de Infraestrutura e Desenvolvimento (Seinfra) explique a direção nos valores.

Continue lendo

TOP MAIS LIDAS

Grupos de notícias